A circulação e leitura das obras de Frei Luís de Granada nos séculos XVI e XVII na Península Ibérica

  • Célia Maia Borges Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais
Palabras clave: Frei Luis de Granada, livros, Península Ibérica

Resumen

As obras do dominicano Frei Luís de Granada conheceram ampla circulação na Península Ibérica na segunda metade do séculos XVI e início do XVII. Seus escritos foram lidos por leigos e religiosos. A ênfase sobre a oração mental e a valorização do conhecimento afectivo em suas obras contribuíram para a difusão de seus escritos, visto que era grande o interesse pela espiritualidade mística naquele período. Suas obras adquiriram grande amplitude e influenciaram sobremaneira muitos dos espirituais de seu tempo. O presente artigo tem por objetivo mostrar a ascendência dos escritos do dominicano granadino no seu tempo. Os livros de Frei Luís de Granada, principalmente os que tinham como meta conduzir o cristão no caminho da contemplação, foram encontrados em várias casas e registrados pelos cronistas das ordens religiosas, citados por autores espirituais, e até ajudaram a compor temas iconográficos.

Citas

ANSELMO, Antonio Joaquim (1926) Bibliografia das Obras Impressas em Portugal no Século XVI. Oficinas Gráficas da Biblioteca Nacional: Lisboa.

AROUCA, João Frederico de Gusmão (2003). Bibliografia das Obras Impressas em Portugal no Séc. XVII. Biblioteca Nacional: Lisboa.

BATAILLON, Marcel (1979). Erasmo Y España, F.U.E: Madrid

BATAILLON, Marcel (1966). Erasmo y España. Fondo de Cultura Económica: México.

BELCHIOR, Maria de Lourdes (1994) “Gaspar de Leão “. Antologia de Espirituais Portugueses. Imprensa Nacional – Casa da Moeda: Lisboa.

BENNASSAR, Bartolomé; VICENT, Bernard (2000). España. Los Siglos de Oro. Crítica: Barcelona.

COLUNGA, Fr. Emílio (1914) “Intelectualistas y Místicos en la Teologia Española del Siglo XVI “, La Ciência Tomista [publicação dos dominicanos espanhóis], vol. IX, Madrid, pp. 209-221.

COGNET, Louis (1968). Introduction aux Mystiques Rhéno Flamands, Desclée : Paris.

DAVIDSON, N. A (1991) Contra-Reforma. São Paulo, Martins Fontes. DIAS, José Sebastião da Silva (1960) Correntes de Sentimento Religioso em Portugal. Editora Da Universidade de Coimbra: Coimbra.

FERNANDES, Maria de Lurdes Correia (1993). Introdução a Brandão, Hilário – Voz do Amado. Ed. Presença: Lisboa.

GOMES, Pinharanda (1983). Caminhos Portugueses de Teresa de Ávila. Pax: Braga.

HUERGA, Álvaro (1988). Fray Luis de Granada. Una Vida al Servicio de la Iglesia, La Editorial Catolica. BAC: Madrid.

LIBERA, Alain de (1994). La Mystique Rhénane. D´Albert le Grand à Maitre Eckhart, Ed. du Seuil : Paris.

RODRIGUES, Maria Idalina (1976) Frei Luís de Granada e a Literatura de Espiritualidade em Portugal. Tese de Doutorado em Filologia Romância. Universidade de Lisboa. 2 v.

RODRIGUES, Maria Idalina (2004) “Frei Luís de Granada. Sermões para o Povo Português”, Via Spiritus, 11, pp. 27-44.

SERRÃO, Vitor. (2008) “O Pintor Régio Fernão Gomes, O Mosteiro da Anunciada e a Fundação da Irmandade de São Lucas, Corporação dos Pintores de Lisboa, em 1602“ In: Ana Cristina Gomes, Jose Augusto Mourão, José Eduardo Franco, Serrão, Vitor (Coords.), Monjas Dominicanas. Presença, Arte e Patrimônio em Lisboa, Alétheia Editores: Lisboa.

SERQUET, Pierre O.C.D (1958). De La Vie Devote a La Vie Mystique, Desclée de Brouwer: Paris.
Publicado
2018-09-25
Sección
Dossier